Tendência de Tecnologia

5 tendências de segurança da informação para os próximos anos

Tendências de Segurança da Informação
Escrito por HD Store

Estar atento às tendências de segurança da informação é sempre uma das prioridades de CIOS e gestores de TI em empresas de todos os tamanhos. Esse excesso de preocupação tem bons motivos, tendo em vista as constantes ameaças e o volume de ataques cibernéticos sofridos pelas empresas.

Um relatório divulgado trimestralmente pela Mcafee Labs aponta que, nos anos de 2015 e 2016, foram criados, em média, 32 milhões de novos malwares a cada 3 meses. Isso exige que as soluções de segurança estejam sempre atualizadas contra essas novas ameaças.

5 Maiores tendências de segurança da informação

Neste artigo, vamos mostrar as 5 maiores tendências de segurança da informação para os próximos anos. Proteja seu ambiente, planeje os esforços da equipe e prepare o orçamento. Boa leitura!

1. IoT (Internet of Things)

Uma das maiores tendências da tecnologia para os próximos anos é, sem dúvidas, a Internet das Coisas, também conhecida como IoT (Internet of Things). Esse conceito traz, para o mundo pessoal e corporativo, uma nova maneira de se utilizar dispositivos comuns, garantindo muito mais mobilidade e comodidade.

Atualmente, o conceito de IoT tem começado a aparecer em algumas soluções de mercado. Já vemos diversos veículos e aparelhos domésticos conectados à internet. No mundo corporativo, vários equipamentos ligados à indústria e à segurança também já têm recursos de conectividade agregados, tornando as empresas muito mais ágeis e produtivas.

Porém, da mesma forma que a Internet das Coisas traz benefícios para as empresas, essa tendência também traz uma nova onda de ameaças virtuais, visto que agora uma pessoa ou empresa passa a ter diversos dispositivos conectados à internet simultaneamente.

Esse excesso de pontos de conectividade pode deixar brechas de segurança, caso um dos dispositivos não tenha os devidos recursos de segurança aplicados e atualizados, aumentado o risco de ataques por meio de algum ponto de falha.

2. Ransomware das Coisas (RoT)

Uma das estratégias que têm sido mais utilizadas por hackers é o ataque por ransomware, que se utiliza de falhas na segurança da rede para acessar e sequestrar dados da vítima.

Quando conseguem realizar o acesso, os invasores criptografam as informações e exigem um valor financeiro para disponibilizar a chave de acesso a elas.

A popularização de dispositivos utilizando o conceito de IoT traz, a reboque, a nova tendência de ataques conhecida como Ransomware das Coisas (RoT).

A estratégica utilizada nos ataques do RoT é muito semelhante às invasões por ransomware já conhecidas. Porém, eles se utilizam de falhas na segurança dos dispositivos da vítima — principalmente em veículos.

Os ataques de RoT têm um agravante maior em relação aos demais. Isso porque, muitas vezes, a vítima não tem nenhum controle sobre as configurações de segurança dos dispositivos usados como portas para os ataques.

No caso de ataque ao sistema de um veículo por exemplo, a única saída para os usuários é cobrar dos fabricantes um sistema sempre seguro e atualizado, para aumentar a sensação de segurança e evitar esse tipo de ameaça.

3. Segurança da informação na nuvem

Outro conceito de TI que tem se popularizado são as soluções de Cloud Computing. Esse tipo de solução aumentou a gama de serviços oferecidos a empresas e usuários, garantindo muito mais mobilidade e opções de escolha.

Ao mesmo tempo, a variedade de ofertas de aplicativos e dispositivos colocam em dúvida a segurança de todos os dados que estão trafegando entre eles. Essa dúvida ocorre porque nem todos os desenvolvedores de aplicativos e fabricantes de equipamentos têm a mesma preocupação e conhecimento na aplicação de soluções de segurança.

Da mesma forma, nem todos os usuários têm os devidos cuidados para evitar que seus equipamentos sejam infectados e possam sofrer algum prejuízo.

Ao transpor essa ideia para o mundo corporativo — quando a empresa investe em mobilidade para seus colaboradores —, a segurança nos dispositivos móveis é uma das maiores preocupações, em especial em organizações que adotam a tendência de BYOD (sigla em inglês para Bring Your Own Device ou “Traga seu Próprio Dispositivo”).

Essa preocupação é recorrente, pois há uma considerável dificuldade em controlar o uso de dispositivos pessoais, aumentando os riscos de um equipamento comprometer a segurança de toda a rede.

4. Segurança integrada

Com popularização das soluções em nuvem, do conceito de Internet das Coisas e da maior mobilidade nas empresas, uma nova tendência de segurança de TI tem surgido no mercado: a de Segurança Integrada.

Esse conceito faz com que todas as soluções de segurança de uma organização passem a se comunicar entre si, tomando ações automáticas quando uma ameaça é detectada.

Quando um firewall detecta uma ameaça, por exemplo, ele pode acionar uma ação em todos os antivírus da rede, que bloqueiam o acesso dos computadores à internet, até que a ameaça seja resolvida. Ao mesmo tempo, todas as chaves de criptografia da empresa podem se alterar automaticamente, para evitar uma possível quebra de sigilo.

Esse é um exemplo de como a segurança integrada pode atuar em uma organização, e tem se tornado uma tendência para os próximos anos.

5. Backups em RAID

O conceito de RAID não é novidade, porém, a sua aplicação vem ganhando um novo espaço nas empresas e também tem se tornado uma nova tendência de segurança da informação.

Até então, o RAID era um recurso aplicado aos principais servidores da empresa. Mas com a evolução dos ataques e de todos os riscos à segurança da informação, as organizações têm investido em soluções de backup cada vez mais robustas, confiáveis e principalmente, mais velozes, que possam garantir uma rápida restauração dos dados, assim que necessário.

Essa necessidade tem feito com que as empresas invistam cada vez mais em soluções de backup em disco, aplicando os níveis de RAID mais adequados, para que possam:

  • suportar o volume de dados;
  • dar mais confiabilidade no armazenamento;
  • garantir uma restauração rápida e segura.

Importância de investir em equipamentos e softwares de qualidade

Estar atento às tendências de segurança da informação é fundamental para apoiar todo o planejamento da TI e dar mais tranquilidade a gestores e usuários em uma organização.

Como forma de garantir mais segurança e não se tornar vítima de falhas em segurança, é fundamental que a empresa invista em equipamentos e softwares de qualidade, desenvolvidos por empresas renomadas e confiáveis, capazes de oferecer o suporte adequado dentro do tempo esperado.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário e compartilhe seu ponto de vista e sua experiência conosco!

Sobre o autor

HD Store

1 comentário

Deixar comentário.

Share This