Segurança

Como garantir segurança no e-mail corporativo?

Segurança no E-mail Corporativo
Escrito por HD Store

O ambiente online, apesar de bastante utilizado em diferentes situações, ainda é alvo de controvérsias sobre segurança e eficiência. O e-mail corporativo, nesse sentido, é um dos meios de comunicação mais usados para resolver negócios e compartilhar informações importantes.

Mas até que ponto é seguro efetuar operações importantes por meio de e-mail corporativo? De que forma otimizar a segurança no e-mail corporativo? Confira o post que preparamos e esclareça algumas das suas dúvidas!

Quais são as maiores ameaças para contas de e-mail em geral e e-mails corporativos em particular?

Devido ao fácil acesso e à disponibilidade, o e-mail é o meio mais usado para comunicação interempresarial e entre empresas e clientes (na verdade, ele funciona como um CRM, que melhora a qualidade do relacionamento com o cliente).

Contudo, não é muito difícil descobrir um e-mail válido de um funcionário de uma determinada empresa e assim enviar uma ameaça que pode causar facilmente infecção na rede. Com a rede infectada, o hacker pode iniciar seu ataque e extrair informações valiosas da corporação.

No caso de usuários finais, as ameaças têm como finalidade conseguir informações bancárias para efetuar roubos de dinheiro e são direcionadas especialmente a um conjunto de pessoas (físicas ou jurídicas), pois assim os criminosos obtêm mais vantagens, alcançando um número maior de vítimas.

Qual a importância de um backup?

backup é fundamental para as corporações, a fim de garantir que as informações mais importantes (mas, ao mesmo tempo, vulneráveis) que estão armazenadas nos servidores de e-mail fiquem protegidas contra eventuais perdas, resultantes de problemas no computador ou mesmo de falhas humanas.

O nível de segurança do backup deve ser definido conforme as necessidades de cada setor ou de cada profissional. Atualmente, a facilidade dos sistemas de backup e o custo baixo dos dispositivos de armazenamento contribui para que seja aplicado o backup integral.

A criptografia é necessária?

A criptografia é um processo de segurança de informações que codifica os dados de modo que somente alguns usuários possam ter acesso a eles e/ou interpretá-los.

As senhas, por exemplo, usam a criptografia para restringir o acesso à pasta ou diretórios onde estão guardados os arquivos valiosos. É possível aplicar senhas para proteger o próprio arquivo.

O certificado digital, que pode e deve ser usado nos e-mails corporativos, é uma solução eficaz para resguardar os dados, tornando-os incompreensíveis para terceiros mal intencionados que, porventura, venham a ter acesso a eles. A criptografia assegura a confidencialidade de qualquer informação significativa.

No conto “O Escaravelho de Ouro”, de Edgar Allan Poe, um homem encontra um mapa do tesouro criptografado, escrito pelo capitão Kid, e usa sua inteligência para decodificá-lo. Ele tinha em mãos o meio para encontrar o tesouro, mas de nada ele servia sem a chave de acesso (product key), ou seja, sem a lógica por trás da codificação.

Os computadores modernos utilizam algoritmos avançados para criptografar os documentos. Os algoritmos podem exigir: duas chaves para decodificação (pública e privada) — criptografia assimétrica; somente uma chave secreta para decodificação — criptografia simétrica.

Adotar mecanismos de criptografia tem sido uma forma cada vez mais habitual de garantir a segurança no e-mail corporativo diante do cenário moderno de invasões digitais cada vez mais sofisticadas.

O acesso à conta pelo browser oferece mais riscos do que quando feita por um cliente, como pelo Outlook?

Os browsers modernos são bem mais seguros que os clientes de e-mails corporativos. Os navegadores de hoje dispõem de recursos que separam a máquina do mundo externo.

Já os clientes de e-mail, incluindo o Outlook, não oferecem muitos mecanismos de isolamento devido ao fato de, na maioria das vezes, se comunicarem apenas com o servidor interno de e-mails, usado na empresa.

Além disso, certas iniciativas não são adotadas pelos clientes de e-mails, como é o caso da Pwnium (solução tecnológica que identifica vulnerabilidades no navegador Chrome).

Como funcionam o anti-spam e os filtros?

Mesmo que muitos filtros diferenciem as mensagens importantes daquelas que são apenas spam, o uso de um anti-spam é importante. Trata-se de um software de proteção que faz contínuas leituras quando um e-mail suspeito é identificado.

Quando o anti-spam localiza esse e-mail, ele é removido automaticamente para o banco de dados do software, recebendo a classificação de “malicioso”.

Algumas versões gratuitas estão disponíveis, mas as pagas oferecem uma ação mais abrangente.

O que é DLP?

DLP é a sigla para Data Loss Prevention (Prevenção contra Perda de Dados), um complemento importante para melhorar a segurança no e-mail corporativo.

Técnicas de DLP funcionam com perfeição ao lado de soluções de anti-spam: enquanto este último evita a entrada de e-mails maliciosos na caixa de entrada, o DLP restringe os riscos de vazamentos de informações sigilosas por meio de uma metodologia que identifica padrões de conteúdo sensíveis, existentes nos e-mails.

O DLP é uma camada de proteção existente em alguns produtos usados para garantir a segurança de e-mails.

Como lidar com os documentos anexos?

Os documentos anexos devem ser alvo de muitos cuidados, pois são muito usados pelos criminosos virtuais para invadir os e-mails corporativos. Muitos desses arquivos falsos são extratos bancários, atualização de dados da conta-corrente, problemas com o CPF, atualizações de softwares (como o leitor de PDF Acrobat Reader), cobranças e assim por diante.

Quando o usuário clica no link ou executa o arquivo infectado, o vírus fica instalado no computador.

Por isso, é necessário ter muito cuidado com os anexos, abrindo somente aqueles de fontes confiáveis e efetuando uma varredura com o anti-spam. Lembre também que muitas empresas, como bancos e órgãos do governo, não enviam mensagens por meio de e-mails.

O que mais é possível fazer para garantir a segurança no e-mail corporativo?

É importante definir diretrizes para a utilização do e-mail, como boas práticas de uso do e-mail corporativo e uma política de segurança da informação bem delineada pela empresa. Todos devem trabalhar para otimizar a segurança no e-mail corporativo, aplicando medidas eficazes para suprir a falta de tecnologia em alguns pontos.

É preciso investir em campanhas de conscientização, documentos de boas práticas, guias de conduta, reciclagem, compra dos melhores produtos destinados à segurança da informação, considerando fornecedores nacionais e internacionais.

Procure considerar sempre a unificação das defesas em um único produto, como roubo de dados, arquivos maliciosos enviados por e-mail e atuação direta na web.

O que você pensa sobre segurança no e-mail corporativo? Deseja continuar recebendo ótimas dicas sobre tecnologia da informação? Aproveite e assine a nossa newsletter!

Sobre o autor

HD Store

Deixar comentário.

Share This