Tendência de Tecnologia

Os 7 segredos para otimizar processos de TI

Otimizar Processos de TI
Escrito por HD Store

A tecnologia tornou-se peça fundamental para a otimização das práticas internas de diversas empresas. Da indústria ao setor de serviços, as ferramentas para otimizar processos de TI são úteis na redução de custos, aumento de processos automatizados, supressão de erros operacionais e também na flexibilização e eficácia de procedimentos internos.

Atualmente, a tecnologia nas empresas não é vista apenas como um grande investimento a ser feito, mas também como um forte aliado na tarefa de trazer flexibilidade e inovação para a companhia.

À medida que houve um aumento na quantidade de ativos digitais no campo empresarial, os setores de TI precisaram atender a uma maior demanda por planejamentos mais eficientes.

O que fazer para otimizar processos de TI?

É importante que os objetivos do setor de TI estejam sincronizados com os projetos de médio e longo prazos da empresa e, para isso, é necessário que exista um planejamento eficaz por parte dos gestores.

Além disso, as soluções mostradas precisam ser capazes de lidar com as principais demandas da organização, visto que, para ser um investimento de sucesso, as tecnologias precisam acrescentar algo aos serviços internos da companhia.

Ao considerar essas questões, é essencial que gerentes de TI trabalhem em prol de um setor cada vez mais eficiente. Quer descobrir como fazer isso? Veja a seguir alguns dos principais segredos para a otimização dos processos de TI na sua empresa!

1. Definir o escopo das tarefas

Para que a equipe encarregada da infraestrutura de TI não fique sobrecarregada, é importante que o gestor determine, de forma específica, o escopo no qual cada time vai trabalhar.

Depois de um levantamento das necessidades da empresa e da definição do perfil da equipe técnica, pode-se criar métodos apropriados para a realidade da organização e que tornem possível manter as atividades, ainda que em momentos de alta demanda.

Assim, o direcionamento de atividades pode ser feito com muito mais qualidade e ordem. Todos os envolvidos terão instruções claras sobre quais tarefas precisarão ser executadas com mais urgência, de forma que se possa planejar uma rotina de trabalho mais produtiva e ágil.

2. Desenvolver o perfil de um bom gestor de TI

Um bom gestor precisa de algumas habilidades, como o conhecimento técnico, boa comunicação, entender do ramo de negócio e conhecer os métodos da empresa onde está inserido. Além, é claro, de possuir um perfil inovador e talento para boa gestão de pessoas.

Geralmente, os gestores tendem a negligenciar o conhecimento técnico e buscar desenvolver somente as outras habilidades listadas, o que é um grave problema. Quem trabalha na liderança dessa área necessita ter atenção aos métodos e conhecê-los profundamente, de forma que esteja apto a gerenciar todas as etapas de forma eficaz, quando e como for preciso.

Tendo esse conhecimento, o gestor será capaz de orientar cada integrante da equipe de um jeito muito mais estratégico. Dessa forma, é possível continuar o trabalho ainda que um membro importante do time não esteja presente.

3. Utilizar indicadores de desempenho

Métricas de desempenho permitem que o gestor possa ter uma visão geral de todo o funcionamento da infraestrutura da empresa e das atividades do setor. Com esses indicadores, problemas podem ser detectados de forma rápida, permitindo a aplicação de medidas corretivas.

Também conhecidos como KPIs, essas métricas de desempenho podem ser utilizadas tanto para avaliação do trabalho de cada equipe quanto para detectar problemas de desempenho nas máquinas. Sendo assim, existe a necessidade de que o administrador as crie de forma que sejam compatíveis com o perfil de cada setor.

A necessidade de indicadores compatíveis é vista quando a performance de um setor é prejudicada por métricas muito altas. Isso ocorre quando a capacidade de obtenção de resultados positivos é superada pela carga de estresse que é proporcionada por esses altos índices.

Em contrapartida, métricas muito baixas não conseguirão cumprir seu papel de auxiliar o gerente a detectar problemas, criando uma visão pouco real do que está acontecendo.

4. Terceirizar serviços de TI

A terceirização é uma ótima forma de trazer inovação para o setor de TI sem prejudicar o orçamento. Os fornecedores estão aptos a prestar vários tipos de serviços e possuem profissionais especializados, que certamente vão somar na implantação de soluções em tecnologia eficazes para uma boa administração da infraestrutura de TI da empresa.

É possível, inclusive, definir em contrato um valor fixo com todos os serviços necessários e cortar custos relacionados à previdência e tributos, já que a contratação adicional é por conta da consultoria. Isso torna a terceirização uma das melhores formas de otimizar o setor de TI, deixando-o mais produtivo e ágil.

5. Utilizar feedback na otimização do trabalho

É muito importante dar feedback sempre que algo de errado for percebido na rotina de trabalho de um membro do time. Dessa forma, ele poderá corrigir suas práticas, o que trará benefícios para o projeto e a empresa. É um método bastante simples, mas que, quando bem utilizado, pode fazer a diferença, melhorando a interação e o desempenho do grupo.

Além disso, também é necessário o reconhecimento daqueles que conseguirem cumprir suas metas e se destacarem. Isso motiva o profissional e mostra que seu trabalho é visto e valorizado pelos demais.

6. Investir em backup na nuvem

Investir em um bom serviço de backup na nuvem é fundamental para que se possa garantir a disponibilidade e integridade desses dados, além de ser uma estratégia de segurança bastante difundida, atualmente.

Esse é um ponto de extrema importância no planejamento de um negócio eficiente e seguro e, certamente, deve ser considerado pelo gestor de TI.

7. Automatizar testes

A adoção de ferramentas de teste automatizado na finalização de projetos é bem interessante. Além de poupar tempo, elas podem detectar erros de maneira mais rápida do que os colaboradores do projeto.

Alguns bugs no software ainda poderão existir mesmo após utilizar esse recurso, sendo necessário que os desenvolvedores ou usuários os encontrem. Entretanto, erros que podem interferir de forma mais direta na performance do sistema geralmente são apontados pelo software de verificação e solucionados pela equipe.

Assim, todo o tempo investido em testes iniciais do sistema pode ser aproveitado para agilizar outro projeto ou atender a solicitações dos usuários, tornando esse um ótimo meio de manter em harmonia o tempo gasto em cada atividade.

Então, curtiu nossas dicas para otimizar processos de TI? Continue sua visita lendo agora mesmo sobre os prós e contras do backup em nuvem e aprenda ainda mais!

Sobre o autor

HD Store

Deixar comentário.

Share This