Internet das Coisas

Criptografia nas empresas: o que eu preciso saber?

Criptografia nas Empresas
Escrito por HD Store

Desde que alguns episódios envolvendo vazamentos de informações sigilosas por órgãos de controle governamental ganharam os noticiários, o termo “criptografia” ganhou um espaço maior em nossas vidas. Apenas para ilustrar, podemos citar os vazamentos realizados pelo Wikileaks nos últimos anos e os casos que envolveram a NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos), protagonizadas por Edward Snowden e Chelsea Manning.

De alguma forma, todos esses vazamentos estiveram ligados à ausência de mecanismos de controle e à falta de preocupação da alta cúpula de órgãos governamentais com relação ao cuidado com as informações estratégicas geradas por eles mesmos.

Mas em que isso pode ter a ver com as corporações? A criptografia nas empresas é um assunto que deve demandar atenção também dos gestores? No texto de hoje vamos responder a essas e outras perguntas. Acompanhe!

O que é a criptografia?

O termo tem origem em duas palavras gregas: “kryptos” e “gráphein” que significam, respectivamente, “oculto” e “escrever”, ou seja, escrever de forma oculta. A criptografia é uma tecnologia adotada para codificar os dados enviados por um emissor e que só podem ser descodificados quando chegam ao seu receptor final, que detém uma espécie de “chave” capaz de acessar aquela informação. Isso existe para que a mensagem não possa ser interceptada e cair em “mãos erradas”. 

Isso tudo acontece, por exemplo, quando você envia uma mensagem pelo WhatsApp, digita sua senha em uma máquina de cartão de crédito, navega em um site pela internet, ou ao emitir uma nota fiscal eletrônica.

Por que é importante adotar criptografia na sua empresa?

Ao longo das décadas os valores mais importantes para as empresas foram mudando. Acúmulo de patrimônio, ativos, capilaridade… tudo isso já foi a joia principal de cada corporação, dependendo da época. No século XXI, com a inauguração da Era da Informação, o principal ativo que as empresas passaram a adotar é, justamente, a informação.

Hoje em dia, graças à evolução e popularização das tecnologias, os gestores podem contar com um número grande de ferramentas que o ajudam a levantar os dados de forma mais rápida (em alguns casos, em tempo real) e cruzar informações dos mais variados setores da empresa.

Isso ajuda, sobretudo, na tomada de decisão. Afinal, com dados concretos, que comprovam a necessidade dos clientes e expõem os gargalos enfrentados pela empresa, fica mais fácil corrigir os problemas a partir de soluções mais assertivas. 

E o cuidado com essas informações está diretamente ligado ao uso da criptografia, que tem sido alvo de investimentos cada vez mais constantes por parte das empresas.

Como as empresas estão usando esse mecanismo?

Uma das principais formas de contato de uma empresa é o e-mail. É por esse meio que os gestores delegam funções aos seus funcionários, fazem pedidos a fornecedores e transmitem informações de toda natureza para vários destinatários. Por isso mesmo é essencial que a criptografia atue junto ao servidor garantindo que esses dados não possam ser acessados por terceiros, sejam eles hackers ou concorrentes.

Mas o uso da criptografia não se resume ao cuidado no envio e recebimento de e-mails. Com receio da espionagem, as grandes empresas têm adotado a tecnologia de segurança de informação em diversas frentes. Alguns exemplos são: 

  • encrypts data center links: esta tecnologia permite criptografar todos os dados que passam pelos data centers;

  • supports HTTPS: garante que uma conexão criptografada só seja acessada por meio de um certificado digital;

  • HTTPS Strict (HSTS): impede que criminosos usem HTTP ou erros na implantação de HTTPS como portas de entrada para terem acesso aos sistemas;

  • Forward Secrecy: criação de chaves individuais para cada sessão e conexão;

  • STARTTLS: é uma extensão que permite que protocolos de comunicação sejam transformados em uma conexão criptografada (TLS ou SSL), aumentando a segurança; 

Quais são os outros riscos para a segurança de dados na minha empresa?

Antivírus desatualizados

Antivírus e firewalls são meios importantes de evitar a entrada de malwares no sistema. No entanto, esses dispositivos exigem atualização permanente. Deixá-los desatualizados por um longo tempo é o mesmo que criar uma porta aberta para vírus, por exemplo. O ideal é haja uma programação para atualização dessas ferramentas ou que isso seja feito de forma automática. 

Falhas na estrutura física

Alarmes, câmeras de vigilância e restrição de entrada de pessoas não autorizadas por meio de leitores biométricos são algumas das alternativas escolhidas pelas empresas para dificultar a entrada de agentes que tenham interesses escusos. Analise sua estrutura física e pensa como ela poderia se tornar mais segura. 

Falta de capacitação dos colaboradores

O investimento em tecnologia de segurança de dados deve vir acompanhado de um treinamento específico para os colaboradores da empresa que terão acesso a essas tecnologias. Afinal, não adianta nada investir nessas ferramentas se não há equipe hábil para operá-las. 

Espionagem industrial 

Os casos de funcionários e colaboradores infiltrados em empresas para transmitir informações privilegiadas aos concorrentes não são raros. Contratos de confidencialidade e a busca por referências sobre as experiências anteriores do colaborador são atitudes que têm sido adotadas pelas empresas para evitar esse tipo de situação. 

3 dicas de como usar criptografia nas empresas

Documentos do pacote Office

O pacote Office oferece uma maneira fácil para criptografar arquivos de texto, planilhas e documentos em outros formatos. Basta seguir o caminho: Arquivo > Informações > Permissões > Proteger documento > Criptografar com senha. Desta maneira, você (ou outra pessoa) só acessa o documento novamente após preencher a senha. 

Criptografando unidades inteiras

Programas como o Bitlocker, da Microsoft, permitem criptografar unidades inteiras como pendrives, HDs externos ou determinadas pastas. Com o programa instalado no seu PC, basta clicar sobre uma unidade com o botão direito do mouse e clicar em “ligar o Bitlocker”. O programa solicitará o registro de uma senha para que a unidade possa ser acessada novamente. 

Protegendo arquivos na nuvem

O armazenamento em nuvem é, hoje, uma das grandes tendências para todo tipo de empresa. No entanto, esta tecnologia também precisa de uma série de cuidados para não se tornar uma porta aberta para acesso a seus dados sigilosos. Contudo, uma série de aplicativos foi desenvolvida para garantir que até mesmo na nuvem seus arquivos estejam protegidos por algoritmos 256 bits. 

Agora que você sabe tudo sobre o uso da criptografia nas empresas, vamos fazer um convite a você: quer continuar acompanhando esse e outros assuntos? Assine agora a nossa newsletter e receba conteúdos especiais direto no seu e-mail.

Sobre o autor

HD Store

Deixar comentário.

Share This